Nemesis - No More Fear

Ir em baixo

Nemesis - No More Fear

Mensagem por NemesisEX em Qui 14 Fev - 19:58


A declaração de seu destino e revelação de seu passado


Sei que talvez minha história não importe para você, mais queria que soubesse o quão ela foi afetada por você e não á como fazer isso sem contá-la.

Meu verdadeiro nome é Kiryu Amane e nasci em uma pequena cidade no interior do Japão... Ou ao menos era isso que eu pensava. O tempo que vivi naquele lugar eu levei uma vida normal até certo ponto, já que nunca me senti normal ali. Conforme eu crescia comecei a perceber indícios de que havia algo de errado comigo. Eu sentia coisas que ninguém mais sentia... Via coisas que ninguém mais via... E isso cada vez mais forte.

Mais a mudança total teve inicio quando eu estava para completar treze anos. Nunca havia notado uma indiferença por parte dos meus “pais” até aquele momento. Eles pareciam saber que alguma coisa estava para acontecer e, por mais que tentasse, eles nunca me diziam o que era. Não tinha irmãos, por isso nunca pude saber mais sobre mais pais do que eles mesmos contavam para mim, e que acreditava não ser tudo.

E foi em uma noite de plena escuridão que descobri o que era aquilo que eles escondiam. Todos estavam trancados em suas casas, achando que aquele céu era sinal que uma forte tempestade estava a caminho. De certa forma eles não estavam errados.

Naquele momento eu sentia como se algo me chamasse, me puxando para fora de minha casa. E foi o que fiz, saindo dela e parando no meio da praça local, esperando. Meus pais não me seguiram e nem tentaram me parar... Acho que nem conseguiriam fazê-lo. Em pouco tempo de espera o silencio que permeava ali foi cortado por uma voz de mulher em tom imponente e acompanhado por um som de harpa.

- Teu dia chegou aberração... Não contaminara mais essa terra com sua existência profana...

Quando olhei de onde a voz vinha tive uma das visões mais belas e ao mesmo tempo mais assustadoras que já tive. Era uma mulher de longos cabelos prateados e um par de asas brancas, olhos negros e fixos na harpa que tocava. Eu não sabia o que ela queria comigo, ou porque me chamara de aberração, mais sabia que ela era um anjo. Sentia algo estranho... Uma aura que vinha dela, me perturbando, quase me sufocando. Ela então parou de tocar sua harpa e olhou fixamente para mim, me fazendo gelar.

- Você é fruto de uma união maldita, e deve ser exterminado antes que fique mais forte... Aqui acabará o que Milael deixou para trás antes de ir para o tumulo...

Antes mesmo que eu tentasse perguntar qualquer coisa ela começou a falar em uma língua estranha para mim, e de súbito comecei a sentir uma dor excruciante por todo o corpo. Ela me ergueu, me deixando suspenso no ar e completamente indefeso. A dor só aumentava e comecei a ver uma aura saindo de mim, e indo em direção a ela.

- Sua alma não terá um lugar final... Será extinta complemente...

Nesse momento algo aconteceu... E ela não pode disfarçar o claro espanto que teve. Uma luz forte causou uma explosão e ambos fomos jogados para trás. Quando abri os olhos tudo estava diferente. Eu não era mais o mesmo, e ela podia sentir isso. Ao levantar eu escutei uma voz em minha cabeça... A minha própria voz, mais ainda assim diferente.

“Você não tem idéia do que é... Mais vou dar uma pequena amostra para todos aqui... Será a última visão deles...”

Aquele anjo estava prestes a lançar algo contra mim, mais de forma espantosa eu já estava do lado dela. Nunca tinha visto tamanha velocidade antes, muito menos o que se seguiu. Minha mão estava com uma energia negra muito forte, e com a mesma velocidade de antes eu atingi o rosto dela, provocando uma cicatriz enorme e jogando-a em um muro. Pule em cima do canteiro da pequena fonte que tinha lá e quando olhei para a água parada vi pela primeira vez o que havia me tornado. Meus olhos estavam vermelhos, quase brilhando. Meu cabelo agora era totalmente preto... E em minha boca um sorriso sádico e homicida.

- VOCÊ VAI PAGAR POR ISSO ABERRAÇÃO... NEM O INFERNO SERÁ O SUFICIENTE PARA VOCÊ...

Ela mostrava uma raiva ainda maior sobre mim, e continuava a me chamar de aberração. Mais eu não parecia me importar com suas palavras, e via na imagem projetada na fonte que a sua ira me causava uma grande satisfação. Rapidamente em um piscar de olhos eu estava na frente dela, abaixado e olhando diretamente em seus olhos, vendo agora ela se tornar indefesa jogada ali no chão.

- Por que me trata assim tão mal?... Eu lhe dei um presente que você irá carregar pelo resto de sua existência... Deveria me agradecer por isso e dizer que é você...

Ela se levantou rápido e pulou para o telhado de uma das casas, soltando um grito que misturava raiva e frustração, cobrindo o rosto marcado por mim.

- NÃO PENSE QUE ISSO ACABOU AQUI... VOCÊ NÃO TERÁ DESCANSO ENQUANTO NOS O CAÇARMOS... VOCÊ VAI SER DESTRUIDO ANTES QUE DESTRUA TUDO...

E tão subitamente como surgiu ela desaparece por entre aquela noite, deixando para trás algo que as pessoas dali com certeza não mereciam, e que eu nunca iria esquecer. Eu me levantei e andei lentamente até minha casa, sem saber o porquê de me estado, ou o que faria. Quando abri a porta, meus pais estavam assustados com a minha visão, e buscavam inutilmente se esconder. Nesse momento eu descobri em que tipo de criatura medonha eu havia me tornando, e finalmente entendi o porquê ela me chamava de aberração.

- Temos uma nova utilidade para todos aqui... E vou começar com vocês dois... Não se preocupem, pois vou ser rápido para agradecer por cuidarem de mim nesse tempo todo...

Eu queria parar... Queria entender. Meus pais foram mortos... Por mim. Ao ver a respiração deles parar eu não senti nada, nem remorso, nem pena... E continuei a acabar com a vida de cada uma das pessoas da cidade, sem me importar se eram crianças, mulheres ou velhos. Parei apenas quando o último morreu com a minha mão atravessada em sua barriga enquanto ele cuspia sangue. Foi quando finalmente consegui recuperar parte de minha razão e sanidade.

- Por que... Porque eu fiz isso?

- Eles mereciam... Pense em tudo o que fizeram para nós... Eles não passavam de vermes, que agora não iram mais sujar esse lugar...

- Nós?... Quem é você?... O que é tudo isso?

- Sou você... E isso é só o começo...

Minha cabeça girava e não conseguindo mais agüentar eu desabei ali mesmo, envolto no sangue das pessoas que matei. Despertei somente quando o sol já estava no céu, e ao abrir os olhos vi uma mulher vestida de branco parada na minha frente e olhando para mim. Levantei recuando assustado pensando que aquilo iria recomeçar.

- Não precisar temer nada, pois não vim lhe fazer mal... Apenas queria responder suas duvidas e impedir que o pior acontecesse, mais vejo que cheguei demasiadamente tarde.

Eu não sabia o que pensar, mais me sentia um pouco reconfortado com aquela presença.

- Meu nome é Kaila e sou uma das guardiãs da cidade de prata, e vim a pedido de sua verdadeira mãe para explicar o que está acontecendo com você.

Ela sentou-se na beirada da fonte, e eu instintivamente fiz o mesmo, ainda em completo silencio e estático.

- Sua mãe fazia parte de um grupo de arcanjos que protegia essa terra da invasão de demônios e outros seres malignos... Ela era extremamente poderosa e admirada por todos na cidade de prata por sua lealdade e devoção, o que fez dela líder do grupo e um modelo a ser seguido pelos outros... Seu nome era Milael...

Ele lembrava que o anjo que tinha lhe atacado na noite passada tinha mencionado esse nome, e queria acabar com o que ela Havaí deixado para trás antes de ir para o tumulo. Nisso Kaila prosseguiu.

- Em uma missão conferida a Milael ela deveria acabar com um demônio responsável por várias mortes em uma região. Quando chegou ao lugar ela caçou por dias a tal criatura até finalmente encontrar o que procurava em uma casa abandonada. Ali ela encontrou uma mulher... Uma Succubus na verdade. Ela se dizia inocente e que não iria voltar para o inferno agora que tinha recuperado uma parte de sua humanidade. Mais sua mãe não acreditava em suas palavras e as duas lutaram ali. A mulher se mostrava tão poderosa quanto ela, até mais... O que se mostrou verdade quando Milael ficou completamente sem saída e sem chance de vitória.

Kaila passava a mão nas águas da fonte, e olhando para mim com um sorriso parecia se emocionar com o momento

- A mulher tinha vencido e Milael já se conformava com a morte... O que só aumentou a sua surpresa quando a mulher lhe ajudou a levantar em vez de matá-la ali mesmo. Confusa Milael perguntou por que ela não tinha acabado com aquilo, e a Succubus disse que se chamava Verônica e não era a culpada pelas mortes de ninguém ali, nem seria a culpada pela morte dela. Aquilo mudou Milael profundamente, que até ali pensava que nenhum demônio seria capaz de um ato de piedade e compaixão como aquele. As duas juntas selaram uma união para encontrar o verdadeiro responsável e fazê-lo pagar pelas mortes... E com essa união achá-lo foi bem fácil. Ele não era um adversário a altura das duas, sendo derrotado e destruído.

Eu estava impaciente em saber a onde aquela história iria chegar, focado em cada ponto dela em busca de saber mais sobre mim mesmo. E ela parecia saber o que eu queria.

- Após isso as duas se ajudavam mutuamente quando precisavam, tanto nas missões de sua mãe, tanto nas vezes que Verônica precisaria escapa de seus perseguidores que queria levá-la novamente para o inferno... E aos poucos uma admiração foi crescendo entre elas... E com o tempo essa admiração se transformou em algo maior. Sua mãe escondeu da outras de seu grupo o relacionamento delas... Mais isso não durou muito, e quando foi descoberto ela fugiu da cidade de prata temendo por sua vida. Ambas eram agora perseguidas por seus semelhantes, e durante a fuga delas, você foi concebido. Nada se sabe como isso aconteceu ou foi possível... Mais você está aqui como prova viva do amor delas...

Na hora eu não conseguia acreditar. Não era nem humano... Filho de um demônio e um Anjo... Uma aberração do destino. Mais quando parei para arrumar os pensamentos, vi que tudo fazia sentido, desde as coisas que sentia, até a noite passada.

- Mais o que aconteceu com elas?

- Cada vez ficava mais difícil fugir, e logo você nasceu tornando a fuga delas um risco para os três... Foi quando Verônica resolveu que longe delas você teria mais chances de sobreviver, e o deixou na porta da família que vinha cuidando de você até agora... Na cidade de prata foi espalhado que ambas foram destruídas, mais nada sobre a criança foi dito até pouco tempo. Eu sabia o que tinha acontecido, mais sempre fui leal a Milael, por tudo o que ela já tinha feito por mim... Sua mãe antes de deixá-lo me fez prometer que iria contar a verdade para você quando a hora chegasse, e não pude deixar de cumprir essa promessa.

Tudo o que eu sabia sobre mim não passava de uma mentira, e a verdade era algo bizarro. Tentei me fazer crer por um instante que tudo aquilo era mentira... Mais sentia dentro de mim que aquelas eram as respostas que sempre procurei.

- Me diga o que está acontecendo comigo... E quem era aquele anjo que tentei acabar comigo ontem à noite?

- Não sei muito sobre que está acontecendo com você, já que nunca alguém como você havia surgido... Mais posso tentar ajudar com o que sei... Quem lhe atacou foi Soliah, umas das que fazia parte do grupo de sua mãe... Agora que descobriram sua existência, sete delas começaram a caçá-lo. Quando Soliah tentou remover a sua alma talvez sua condição tenha causada a divisão dela, que agora fez com que a essência demoníaca latente de Verônica surgisse em você.

- Então agora eu sou um demônio, e por isso eu matei todos aqui.

- Apenas parte de você tem esse mal, mais você tem o controle... Que deve aprender para procura Milael e Verônica e saber mais sobre o que é.

- Mais achei que elas estavam mortas...

- Conheci muito sua mãe, e sei que está viva... E se ela está, Verônica deve esta com ela. Agora vão atrás de você e elas podem ficar livres... Portanto tome cuidado. Não vai ser fácil para elas acharem você, mais quando o fizeram, destruíram tudo pelo caminho para vê-lo morto.

Antes de ir embora ela olhou para mim com os olhos cheios de ternura, e suas palavras carregavam o mesmo sentimento. Queria saber por que ela parecia gostar mesmo de mim, e não seguia as ordens de me matar como as outras que ainda viriam. As últimas coisas que me disse foram à cartada final para me fazer seguir em frente.

- O seu destino não está traçado em seu sangue, e sim nas escolhas que você fará... Elas que dirão que realmente você é...

Juntei minhas coisas, e dei um tumulo digno para todas as pessoas que matei naquela cidade, agora fantasma. Abandonei o meu lar sem saber para onde ir, mais tinha um pouco de noção sobre o mundo suficiente para não me perder. Segui pistas de lugares que Kaila tinha me falado, descobrindo mais sobre meus poderes e aprendendo a me defender quando fosse preciso, e comecei a caçar as criaturas que causavam mal as pessoas desses lugares como uma forma de tentar me redimir de meus pecados. Mais nada achei sobre o paradeiro delas, e conforme os anos passaram tudo ficou mais difícil, já que os traços delas estavam se esgotando e meus perseguidores pareciam estar cada vez mais perto.


Última edição por NemesisEX em Qui 6 Nov - 16:52, editado 26 vez(es)
avatar
NemesisEX
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 586
Idade : 34
Localização : Santos-SP
Data de inscrição : 09/02/2008

Ficha do Personagem
Nível: 9
PM:
20/20  (20/20)
PV:
20/20  (20/20)

Ver perfil do usuário http://mundonemesis.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nemesis - No More Fear

Mensagem por NemesisEX em Qui 6 Nov - 15:26

Continuação...


Foi durante essa busca que conheci a segunda mulher que mudaria minha vida. Natasha era vocalista em uma banda que se apresentava em um bar onde estive trabalhando enquanto me escondia. Sua personalidade era marcante, sua beleza fascinava a todos, e seu jeito de cantar sempre me encantou.

Sempre que conseguíamos a gente conversava sobre tudo, virando amigos e confidentes. Ela me ensinou a tocar guitarra, e eu jurei que sempre que ela precisasse eu estaria lá para protegê-la. Foram momentos de felicidade que nunca havia experimentado. Quando finalmente relevei sobre minha real natureza eu pensei que aquilo acabaria e que ela me visse como a aberração que era. Ela me surpreendeu.

- Você conhece a história da deusa grega Nêmesis?... Ela era responsável pelo equilíbrio grego. Ela punia os excessos, aqueles que causavam destruição e reconfortava aqueles que sofriam... Era conhecida como a deusa de vingança, mais sua vingança era dirigida apenas a aqueles que realmente mereciam...

- A onde você quer chegar com isso?

- Hoje Nemesis significa o pior inimigo de uma pessoa, normalmente alguém que é exatamente o oposto de si, mas que é também de algum modo muito semelhante a si... Exatamente como você agora... Um equilíbrio entre suas duas metades... Por isso não existe um lado mal, ou um lado bom em você... E sim apenas você...

As mulheres em minha vida sempre pareciam ter uma grande sabedoria e que teriam um papel importante em cada passo dela. Queria ali ter encontrado a que levaria para o resto dessa vida... Mais aqueles que me perseguiam não deixariam isso acontecer.

Era dia de apresentação da banda, e eu estava no lugar do guitarrista por uns tempos, já que Natasha tinha me ensinado muito bem. Durante uma das músicas eu comecei a sentir algo no ar e comecei a ficar apreensivo. Naquela época eu já sabia que podia sentir a energia de outros seres sobrenaturais de alguma forma, e tinha a certeza que finalmente tinha me encontrado. Eu pensei em largar tudo e sair dali para a segurança de todos, mais estranhamente Natasha me olhou como se pedisse para não fazer isso.

Foi então que ele se levantou olhando para mim de uma das mesas, e me condenei por não telo notado antes. Parecia um rapaz comum, mais tinha uma aura em sua volta que assustou a princípio. Ele não disse absolutamente nada, e logo eu estava sendo arremessado na parede por uma energia. As pessoas começaram a correr em pânico enquanto ele caminhava calmamente até mim, sempre com os olhos fixos e frios como de um assassino. Levantando com dificuldade eu tentei esboçar uma reação, mais fui logo agarrado pelo pescoço por ele. Só nesse momento ele disse alguma coisa

- Não impressiona... Morra...

Ele me jogou em outra parede e se preparou para lançar outra massa energia em mim, e não tendo mais forças para levantar apenas fechei os olhos esperando a morte certa. Mais um grito de mulher me fez abri-los novamente. Vi Natasha parada em pé na minha frente com os olhos cheios de lágrimas e sangue escorrendo de sua boca. Me levantei rápido me esforçando ao máximo para segura-la antes que ele caísse no chão. Comecei a ficar desesperado com medo que ela não agüentasse, mais ela com um olhar tenro tentou me acalmar.

- Não... quero que... chore por mim... Eu fiz isso... por que quis... e quero que saiba que... meu amor por você não... acaba aqui... Então quero... Que viva o máximo... Até que... a gente se... encontre novamente...

Pedi para que ela parasse de falar para guardar suas forças, mais ela queria me dizer uma última coisa.

- E... pare... de fugir... Só... assim...vai encontrar...o que...procura...

Quando seus olhos se fecharam, uma parte de mim se foi com ela. Deitei seu corpo no chão e levantei tomado por um ódio indescritível. Antes que aquele cara pudesse entender qualquer coisa eu partia pra cima dele e comecei a socar a sua cara com toda a força e raiva tinha. Eu não iria parar até ver ela em pedaços, e ele sabendo disso usou uma pequena brecha para se afastar de mim antes que eu desse o golpe de misericórdia. Ele estava bem fraco, mais se recuperava muito rapidamente.

- Arf! Arf!... Você não é tão ruim quanto pensei... Mais ainda não é o bastante...

Eu não me importava com aquilo, só queria ele morto de qualquer maneira. Em minha volta uma aura circulava, e minha segunda vida teria inicio.

- Você tirou de mim o que eu tinha de mais valioso... Agora Amane morreu com ela... Não existe mais lugar para ele aqui... Eu sou Nemesis!

Ele estava recuperado e nossos poderes se igualavam. Eu atacava com fúria e descontrole, em contra ponto ele era calmo e calculista em cada golpe. Não teria um fim até a exaustão total, e ambos acumulavam todo o poder em um último golpe. A rua tinha o sinal da destruição, e foi ali que usamos o fim do que restou e um choque de energia capaz de matar os dois. Não sei se realmente ele está morto, ou se conseguiu sobreviver aquilo de alguma maneira.

Quanto a mim, não sei de nada o que acontecei logo após aquilo. Sei apenas de escutar uma voz em minha mente dizendo que ainda não era a hora, e de finalmente despertar em Asgard. Sentia-me amaldiçoado por meu destino, e que seria meu fim viver em meio às chamas. Até conhecer você.

O resto dessa história você conhece, e é por você que ela existe. Não sei se a voz em minha mente naquela hora era a sua, mais por sua causa eu tenho um caminho a seguir. Quando a vi deixando para trás tudo para viver um novo começo eu passei a acreditar que podia fazer o mesmo. Não vou decepcionar alguém que botou sua confiança em mim, e serei sempre o seu guerreiro quando a hora chegar. Eu vou seguir ao lado de todos os amigos que fiz aqui, e fazer de tudo para ajudá-los. E quando vierem atrás de mim vão saber que quando Amane se foi, Nemesis vai fazer da existência deles o próprio inferno.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nome: Nemesis [Nome real: Kiryu Amane]
Idade: 23
Sexo: Masculino
Raça: Híbrido [Anjo/Demônio]
Profissão: Hunter Freelancer
Conceito: Esperançoso, Solitário, Justiceiro
Tipo Sanguíneo: AB-
Altura: 1,83 cm
Peso: 72 kg
Signo: Libra
Cor dos olhos: Castanhos Escuros/ Vermelhos
Cor dos Cabelos: Pretos
Mote: “Descobrir sobre si mesmo é apenas o começo de todo o conhecimento”

------Atributos------

Nível: 8
Exp:00
Força:
1/9
Agilidade:
4/9
Destreza:
4/9
Vitalidade:
4/9
Inteligência:
5/9
Carisma:
2/9
Armas Brancas C.A:
1/9
Armas Brancas L.A:
1/9
Armas de Fogo:
1/9
Pv’s:
20/20
Pm’s: 20/20


------Amane atualmente------


------His song------

avatar
NemesisEX
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 586
Idade : 34
Localização : Santos-SP
Data de inscrição : 09/02/2008

Ficha do Personagem
Nível: 9
PM:
20/20  (20/20)
PV:
20/20  (20/20)

Ver perfil do usuário http://mundonemesis.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum